Afinal, o que problemas na tireoide têm a ver com o lado psiquiátrico?

3 minutos para ler

Diversas partes do corpo humano interagem de formas que podem ser surpreendentes para muitas pessoas. Por exemplo, você sabia que problemas na tireoide podem causar impactos psiquiátricos nos pacientes? Pois é, trata-se de um detalhe que precisa ser considerado em um diagnóstico clínico.

Sendo a glândula responsável pelos controles metabólicos do organismo, a tireoide tem uma grande importância na manutenção do nosso corpo. O surgimento de um problema nela, portanto, pode comprometer diversas áreas da saúde do paciente. E uma delas é, justamente, a saúde mental.

Quer entender isso melhor? Então, acompanhe o restante deste artigo e confira como se dá essa interação entre os distúrbios na tireoide e os sintomas psiquiátricos, além de entender qual é o tratamento mais adequado para esses casos!

Como são caracterizados os distúrbios da tireoide?

De modo geral, podemos citar 4 tipos principais de distúrbios na tireoide:

  • o hipertireoidismo — quando há um excesso na produção de hormônios dessa glândula;
  • o hipotireoidismo — quando ela produz menos hormônios do que deveria;
  • a presença de nódulos e bócio benignos;
  • o câncer da tireoide.

Vale ressaltar, também, que todos esses problemas podem se manifestar de diferentes formas pelo corpo. É o caso, por exemplo, de sintomas como:

  • perda de peso;
  • aumento do apetite;
  • fadiga;
  • pele ressecada;
  • fraqueza muscular;
  • prisão de ventre;
  • sensibilidade ao frio, entre outros.

Qual é a relação entre problemas na tireoide e o lado psiquiátrico?

Bom, tendo em vista a influência que essa glândula tem no funcionamento do corpo humano, nenhum dos seus impactos deve ser menosprezado. Por exemplo: a tireoide é capaz de afetar a memória do paciente. Então, se houver um distúrbio nesse sentido, a pessoa pode apresentar uma queda no seu rendimento intelectual e na capacidade de atenção, sofrendo até situações de confusão mental.

A longo prazo, reações como essas são capazes de desenvolver quadros de ansiedade, tristeza profunda e até depressão. Por conta disso, é fundamental ser capaz de detectar esses sinais o quanto antes, para que o tratamento iniciado seja o mais adequado.

Como é feito o tratamento de problemas na tireoide?

O diagnóstico clínico de um distúrbio na tireoide deve ser feito pelo endocrinologista. A partir da descrição dos sintomas e da realização de exames, é ele quem poderá prescrever um tratamento preciso.

Geralmente, esses tratamentos envolvem o uso de medicamentos antitireoidianos, que ajudam a controlar a produção de hormônios da tireoide. A ingestão de iodo radioativo também pode ser recomendada, encarregando-se de destruir permanentemente a glândula, se necessário. Nesses casos, vale ressaltar, o paciente precisará tomar medicamentos hormonais pelo resto da vida.

Como vimos, problemas na tireoide podem ter reflexos psiquiátricos, que nem sempre são lembrados pelas pessoas. Agora que você os conhece, tenha em mente os seus sinais típicos e busque atenção médica se detectar qualquer um eles.

Então, gostou desta leitura? Que tal continuar aprendendo mais sobre recursos fundamentais para o tratamento da saúde mental? Confira tudo o que você precisa saber a respeito da eletroconvulsoterapia!

Dra Karine Cunha

Sobre

O blog Dra Karine Cunha oferece os melhores conteúdos dedicados à saúde mental.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-
Share This