Conheça os principais tipos de transtornos de humor

4 minutos para ler

Ao longo do dia, podemos experimentar diversas sensações, sentimentos e emoções. Tristeza, euforia, raiva, melancolia, alegria e outras oscilações de humor — quando representam pequenas e esporádicas mudanças — são normais e fazem parte da nossa vida. Isso não quer dizer que temos transtornos de humor.

O problema surge quando essas alterações são frequentes, intensas e causam limitações, atrapalhando a rotina e os relacionamentos da pessoa.

Tais indícios podem sugerir que ela sofra de algum transtorno de humor, distúrbios que também são conhecidos como transtornos afetivos e que são caracterizados por recorrentes períodos de tristeza, euforia ou ambos. Esse quadro manifesta-se de forma excessiva e é acompanhado de grande sofrimento psicológico.

Quer saber quais são os principais tipos de transtornos de humor e como identificá-los? Então, continue a leitura.

Depressão

Trata-se de um estado de tristeza profunda que atrapalha a realização de funções cotidianas e a prática de atividades que antes proporcionavam prazer e bem-estar à pessoa. Sintomas como angústia, melancolia, extremo desânimo, dores físicas sem razões aparentes, sono irregular ou excessivo, falta de energia e de motivação são comuns.

Suas causas são variadas e envolvem hereditariedade, eventos traumatizantes, doenças físicas e efeitos colaterais de certas medicações. Além disso, mulheres têm mais chances que os homens de desenvolver depressão, por causa de suas alterações hormonais. Quando os sintomas são presentes por mais de duas semanas e sem justificativas, requerem atenção e auxílio médico.

Distimia

Considerada um subtipo crônico da depressão, a distimia apresenta sintomas semelhantes, porém, menos intensos e de forma prolongada. O mau humor e a tristeza surgem lentamente, tornando-se contínuos, o que pode ser confundido com a personalidade da pessoa.

O distímico é considerado de difícil convívio, alguém negativo, por isso, nem sempre é diagnosticado e tratado. As causas incluem fatores biológicos, químicos e ambientais. Na falta de tratamento a distimia pode evoluir para quadros mais graves de desordens no humor.

Transtorno bipolar

Nesse tipo de transtorno, os episódios de depressão são alternados com quadros de euforia, agitação e excitação, intercalados com períodos de normalidade. Essas oscilações, que, em muitos casos, são súbitas, costumam ser desproporcionais e sem justificativas. Existem quatro categorias de transtorno bipolar e todas elas afetam seriamente os níveis de atividade, humor e energia do indivíduo.

É difícil identificar as causas do transtorno bipolar. Existem evidências relacionadas a história genética, funcionamento cerebral, abuso de substâncias, como álcool, tabaco e drogas ilícitas, além de fatores ambientais, que podem estar envolvidos nas oscilações de humor. Os sintomas duram semanas ou meses.

Ciclotimia

Muitas vezes confundida com bipolaridade, na ciclotimia, as variações das fases de euforia e tristeza são mais leves e geralmente duram apenas alguns dias. Mesmo mais brandos, os prejuízos sociais acontecem, em razão das constantes mudanças de humor, pois a pessoa é considerada instável ou imprevisível.

As causas da ciclotimia são semelhantes às do transtorno bipolar, mas o diagnóstico costuma ser mais difícil. Um dos motivos é a menor frequência da busca por ajuda, já que a doença pode ser confundida com a personalidade da pessoa.

Um dos problemas relacionados aos transtornos de humor é o desconhecimento ou a negligência dos seus sintomas. Esses sintomas não são sinais de fraqueza, e sim doenças, e, como tal, devem ser corretamente diagnosticadas e tratadas.

Por isso, elas não desaparecem rapidamente ou sozinhas. Assim, se você suspeita de algum desses transtornos de humor, busque ajuda psiquiátrica, pois o tratamento é imprescindível para garantir qualidade de vida e recuperação.

Achou este conteúdo útil? Compartilhe este post em suas redes sociais e ajude seus amigos a conhecerem os principais transtornos de humor.

Dra Karine Cunha

Sobre

O blog Dra Karine Cunha oferece os melhores conteúdos dedicados à saúde mental.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-
Share This