Que tal estimular a memória? Conheça 5 exercícios de ginástica cerebral

4 minutos para ler

Conforme sua rotina se torna mais corrida e você tem contato com uma sobrecarga cada vez maior de informação, a memória pode ser prejudicada. Aos poucos, você pode começar a esquecer o que almoçou no dia anterior e, até mesmo, uma data importante. Para evitar que isso aconteça, é essencial realizar uma ginástica cerebral.

O termo lembra um treino feito na academia, e a ideia é basicamente essa, só que referente ao preparo mental para evitar o esgotamento. Isso porque se não criamos o hábito de exercitar a mente, ela acaba se tornando cada vez menos eficiente. Afinal, seu funcionamento é como o de qualquer outro músculo.

Felizmente, ao nosso redor, existem diversas fontes de ginástica cerebral que podemos aproveitar. Isso será altamente benéfico não só para sua vida pessoal como também para ter mais produtividade e evitar erros no trabalho.

A seguir, conheça 5 exercícios de ginástica cerebral para estimular a memória!

1. Faça contas de cabeça

O acesso fácil a uma calculadora no celular parece ter eliminado as contas do dia a dia, certo? Uma das formas de realizar uma ginástica cerebral é criar o hábito de fazer contas de cabeça. Dividiu uma pizza com os amigos? Experimente calcular o quanto ficou para cada um sem depender de uma calculadora. Não é preciso seguir para contas muito complexas. Basta ter o hábito de realizar operações de forma independente.

2. Mude o seu percurso

Você sempre faz o mesmo caminho para passear ou ir ao trabalho? Experimente mudar radicalmente esse percurso. Os novos estímulos que estarão presentes servirão para ativar áreas diferentes do cérebro e, assim, contribuir para exercitá-lo de maneiras inéditas. Crie o hábito de fazer isso regularmente sempre que possível.

3. Associe sabores a épocas

A mente é uma verdadeira máquina do tempo, sendo capaz de nos transportar para outros lugares e épocas apenas com um único estímulo inicial. Nesse sentido, tente resgatar sabores ou perfumes que façam alusão a episódios marcantes da sua vida. Além de ser um ótimo exercício de ginástica cerebral, também serve para relembrar os bons momentos e trazer mais alegria ao seu cotidiano.

4. Soletre ao contrário

Até agora, já deu para perceber como a ginástica cerebral envolve subverter as expectativas e a ordem das coisas, não é mesmo? Outra forma de fazer isso é realizando um exercício bastante divertido: experimente soletrar palavras e frases ao contrário. Isso fará com que você se esforce duplamente para resolver a questão e será decisivo para ativar múltiplas áreas do cérebro. Comece com termos fáceis e aumente a dificuldade com o tempo.

5. Brinque com jogos de tabuleiro

Mesmo com a popularidade dos videogames, os jogos de tabuleiro permanecem em pleno desenvolvimento. Visite uma loja de brinquedos, escolha um jogo que seja do seu interesse e convide os amigos para conhecê-lo. Jogar é algo que ativa múltiplas áreas do cérebro, já que condiciona você a uma sequência de regras e o obriga a se adaptar conforme a partida progride.

Viu só como é bastante simples fazer uma ginástica cerebral? Agora é hora de levar em consideração as dicas acima e se planejar. Você não precisa fazer tudo isso de uma vez. Comece aos poucos, implementando as ideias que mais se encaixam no seu dia a dia. Com o tempo, perceberá que sua memória e seu raciocínio ficarão melhores. Aproveite!

O que achou do post? Conhece outras técnicas para realizar ginástica cerebral? Então, conte nos comentários!

Dra Karine Cunha

Sobre

O blog Dra Karine Cunha oferece os melhores conteúdos dedicados à saúde mental.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-
Share This