Serotonina: conheça o hormônio da felicidade e veja se há como aumentá-lo

4 minutos para ler

Você já percebeu como há dias em que nos sentimos ótimos, animados e felizes, enquanto em outros a indisposição toma conta e fica difícil fazer qualquer coisa? Esse quadro mostra uma variação no nível da serotonina.

As emoções humanas são, na verdade, reações químicas ocorridas no corpo e no cérebro. Portanto, é natural que a nossa sensação de felicidade e disposição venha de um determinado elemento, como é o caso da serotonina.

Melhor ainda é poder contar com formas de ativar esse hormônio e melhorar o humor do dia a dia, não é? Existem algumas práticas capazes de gerar esse resultado, basta criar bons hábitos. Quer saber como? Então, continue a leitura!

O que é a serotonina?

A serotonina é um neurotransmissor do cérebro responsável por proporcionar a sensação de bem-estar às pessoas. Juntamente com a endorfina e a dopamina, ganha o título de hormônio da felicidade.

A manutenção dela no corpo humano é feita por meio de hábitos saudáveis, como uma boa alimentação, a prática de atividades físicas, o costume de tomar banhos de sol com frequência, entre outros.

Alguns sintomas de um nível baixo de serotonina incluem ansiedade, baixa autoestima, fadiga, irritabilidade, por exemplo.

Por que a serotonina é importante?

A serotonina tem um papel fundamental para a saúde. Ela ajuda na coagulação do sangue, no funcionamento do intestino e na integridade dos ossos. Além disso, acelera a habilidade de cicatrização do corpo e, conforme já destacamos, é responsável por regular o humor.

Dessa forma, um nível desequilibrado de serotonina pode ter o efeito oposto e causar crises de humor, ansiedade e até depressão. Isso mostra o quanto é importante se preocupar com o nível desse hormônio no corpo e desenvolver hábitos saudáveis para viver bem.

Quais costumes alimentam a serotonina?

Alimentação saudável

A alimentação é uma das principais responsáveis pela manutenção da saúde do corpo. É natural que ela também seja capaz de influenciar nos níveis de serotonina. Se a sua intenção é aumentar e regular os níveis desse hormônio, basta realizar algumas mudanças no cardápio e introduzir o consumo de alguns alimentos. Veja a seguir alguns dos principais ingredientes que podem contribuir:

  • abacaxi;
  • banana;
  • peixes e frutos do mar;
  • ovos;
  • carnes magras;
  • cereais integrais;
  • vinho tinto;
  • chocolate amargo.

Exercícios físicos

A prática regular de exercícios físicos é essencial para o bom funcionamento do corpo e também tem influência sobre a manutenção dos níveis de serotonina. Atividades simples já podem fazer uma grande diferença, como criar o hábito de realizar uma caminhada diariamente ou correr na esteira de uma academia.

Para que os efeitos sejam positivos, é importante se concentrar na regularidade. Ou seja, procure encontrar espaço em sua rotina para se exercitar com frequência e não dê mais desculpas para faltar. 

Uso de medicamentos

Existem diversos medicamentos que são utilizados em tratamentos específicos para quadros de baixa serotonina. Em geral, é quando o paciente percebe os sintomas de um desequilíbrio. No entanto, essa alternativa para a manutenção dos níveis do hormônio somente deve ser receitada pelo psiquiatra.

Viu só como a serotonina é importante para o funcionamento do seu corpo e o bem-estar dele? Leve em conta o seu estilo de vida e faça as mudanças necessárias caso sinta que os seus níveis de serotonina estejam em desequilíbrio. Na dúvida, é sempre indicado consultar um médico.

Se gostou deste post, fique por aqui e veja qual é a diferença entre ansiedade e nervosismo e saiba como controlá-los!

Dra Karine Cunha

Sobre

O blog Dra Karine Cunha oferece os melhores conteúdos dedicados à saúde mental.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-
Share This