Vício em jogos eletrônicos: como tratar e quais os sintomas?

4 minutos para ler

A indústria dos jogos eletrônicos é uma das que mais se desenvolve ano a ano, rivalizando até com a do cinema. No entanto, dedicar muitas horas a essa atividade pode representar um problema. Isso requer reconhecer no vício em jogos eletrônicos como tratar e identificar os sinais.

Recentemente, essa dependência em jogos eletrônicos entrou para a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID 11), ou seja, é identificada como doença pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Por ter sido considerado um artifício de lazer até pouco tempo atrás, é natural ter algumas dúvidas ao identificar um vício em jogos eletrônicos. Entender como ele funciona, quais os principais sintomas e de que forma o tratamento é conduzido é fundamental para afastar o risco. Veja a seguir!

Como é o vício em jogos eletrônicos?

Os jogos eletrônicos trazem benefícios, como a melhora no raciocínio lógico, na coordenação e na agilidade. No entanto, como se costuma dizer, excessos sempre pedem atenção.

Como a maioria dos outros vícios, ele se manifesta em resposta a algum outro evento. Por exemplo, jogar pode oferecer um alívio temporário a quem sofre de ansiedade ou depressão, tornando-se algo essencial para a pessoa se sentir bem. De repente, não consegue viver sem aquilo.

O vício em jogos eletrônicos se caracteriza dessa forma quando começa a impactar outras áreas da vida da pessoa. Ou seja, se falta no trabalho ou com os estudos, deixa de cuidar da higiene e abre mão de outras prioridades da vida para jogar.

Como tratar essa compulsão?

Apesar de ainda não existir um tratamento específico para o vício em jogos eletrônicos, atualmente é aplicada uma solução que costuma ser usada para transtornos de impulso ou de uso de substâncias.

Isso é conduzido a partir da psicoterapia e pode incluir o uso de medicamentos para tratar em paralelo os possíveis motivos psicológicos que motivaram o vício.

Um dos tipos de psicoterapia mais utilizados para esse distúrbio é o cognitivo-comportamental (TCC). É por meio dele que o paciente terá os recursos que precisa para reordenar as prioridades, lidar melhor com os sentimentos e deixar de usar os jogos eletrônicos como válvula de escape.

Quais os sintomas do vício em jogos eletrônicos?

Como ter certeza de que alguém está viciado em jogos eletrônicos ou simplesmente apenas gosta desse meio de lazer? Não se trata de uma linha tênue entre os dois, sendo possível detectar um problema grave quando ele se manifesta ao buscar os sinais certos.

Conheça a seguir os principais sintomas que revelam um vício em jogos eletrônicos:

  • pouca ou nenhuma socialização;
  • alimentação deixada de lado;
  • faltas na escola ou no trabalho;
  • perda de compromissos por conta dos jogos;
  • piora na higiene.

Ao ficar de olho nesses sintomas, será possível diferenciar um vício em jogos eletrônicos de algo considerado saudável. É fundamental oferecer ajuda e apoio a amigos e familiares que exibem esses sinais, além de conduzi-los para o tratamento adequado.

Esse tipo de dependência é algo bastante sério que exige atenção médica. Ao identificar os sintomas do problema e compreender as causas, fica mais fácil caminhar em direção a uma solução. O acompanhamento psicológico é fundamental tanto durante o tratamento quanto depois dele. Com essas dicas, as dúvidas sobre vício em jogos eletrônicos como tratar ficam claras e podem ajudar qualquer pessoa a agir. 

Continue aprendendo mais sobre saúde mental aqui no blog. Veja o que é a síndrome de abstinência e quando procurar um tratamento para ela.

Dra Karine Cunha

Sobre

O blog Dra Karine Cunha oferece os melhores conteúdos dedicados à saúde mental.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-
Share This