Viva melhor! 4 atividades que podem ajudar a reduzir o estresse

4 minutos para ler

A rotina agitada e o amontoado de tarefas contribuem significativamente para o aumento do estresse. Situações cotidianas podem se tornar potencialmente estressantes, principalmente para mulheres que enfrentam a sobrecarga da dupla jornada de trabalho.

Além disso, outros fatores tendem a elevar o nível de tensão. Imprevistos, engarrafamentos no trânsito, dificuldades financeiras, cobranças excessivas e por aí vai. Nesse contexto, parece impossível construir uma rotina livre das tensões. De fato, é provável que isso seja verdade. Entretanto, existem algumas atividades que podem ajudar a reduzir o estresse.

Cuidar da saúde e se envolver em práticas que aumentam a qualidade de vida é indispensável. De acordo com a International Stress Management Association (ISMA-BR), os brasileiros ocupam o 2º lugar na lista do mais estressados do mundo.

Então, neste post, confira 4 atividades que podem ajudar você a reduzir o estresse!

1. Pratique atividades físicas

Possivelmente, você já ouviu falar que a prática de atividades físicas ajuda a reduzir o estresse. Isso acontece porque, durante uma atividade física, o corpo libera substâncias (endorfinas) que melhoram o humor e aumentam a sensação de prazer e bem-estar. Os efeitos são estendidos para o período pós-atividade, já que os hormônios do estresse (cortisol) também são reduzidos.

Assim sendo, inclua um esporte de sua preferência na rotina. Para reduzir o estresse, não é necessário se tornar uma atleta de alto rendimento. Geralmente, uma simples caminhada, uma corrida ou um passeio de bicicleta já ajuda bastante.

Antes de se exercitar, faça alongamentos e, se achar necessário, recorra a uma academia ou a um profissional da área. Praticar exercícios é fundamental, pois previne doenças, evita dores no corpo, aumenta a flexibilidade e possibilita a consciência corporal.

2. Invista em atividades manuais

Para reduzir o estresse, uma boa opção é investir em hobbies, principalmente em atividades manuais. Elas fazem bem para a mente, para o corpo e até para as relações pessoais. Algumas pessoas cuidam do jardim, já outras se dedicam à pintura, ao artesanato ou à culinária.

Escolha um trabalho manual com o qual você tenha afinidade e reserve algum tempo durante a semana para “colocar a mão na massa”. Ao fazer isso, você sairá da rotina e deixará de lado cobranças e padrões do cotidiano, além de liberar sua capacidade criativa, reduzir a ansiedade e ficar mais disponível para si mesmo.

3. Entre em contato com a natureza

Entrar em contato com a natureza significa deixar de lado — ainda que brevemente — a agitação diária e ter a possibilidade de desfrutar de sons, aromas e paisagens diversas das tradicionais. A tensão é reduzida nesses ambientes, na medida em que o cérebro faz conexões que diminuem o estado de alerta.

Segundo uma pesquisa publicada na Scientific Reports, ouvir os sons da natureza rebaixa a atenção interiorizada que está associada ao estresse, à ansiedade e à depressão. Conectar-se com o meio ambiente também melhora a qualidade do sono, já que diminui o estresse autônomo.

Sentir novos aromas é igualmente importante. Alguns deles auxiliam na circulação sanguínea e na oxigenação. O contato com a natureza diminui ainda a exposição a toxinas e fortalece a imunidade. Para reduzir o estresse, muitas vezes, basta uma breve caminhada em áreas verdes, escutar alguns sons naturais e tomar um pouco de sol.

4. Pratique meditação

Pesquisadores da Universidade Carnegie Mellon (EUA) descobriram que praticar meditação causa alterações mentais capazes de reduzir o estresse e os riscos de doenças inflamatórias. Durante a meditação, o nível de consumo de oxigênio é diminuído e, com o passar do tempo, o mesmo ocorre com a produção de adrenalina e de cortisol (hormônios associados à ansiedade, à hiperatividade e ao estresse). Por outro lado, assim como nas atividades físicas, a produção de endorfina tende a aumentar.

Somado a isso, pesquisadores da Universidade de Ciências da Saúde da Geórgia e do Northwestern Memorial Hospital consideram a meditação como uma prática capaz de promover melhorias no sistema cardiovascular e de reduzir a depressão e a insônia.

Além dessas atividades mencionadas, utilizar técnicas de respiração e de relaxamento da musculatura são bons auxiliares na hora de reduzir o estresse. Então, gostou do artigo? Assine nossa newsletter e receba conteúdos que certamente ajudarão você a alcançar melhorias na sua qualidade de vida!

 

Dra Karine Cunha

Sobre

O blog Dra Karine Cunha oferece os melhores conteúdos dedicados à saúde mental.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-
Share This