Você tem crise de ansiedade? Aprenda aqui como tratar esse problema!

4 minutos para ler

Passar por uma crise de ansiedade não é nada agradável. A sensação de perder o ar, o aumento dos batimentos cardíacos e imaginar que não há solução para os problemas atinge pessoas de todo grupo social, pelos mais variados motivos.

O Brasil tem a maior taxa de ansiedade do mundo. De acordo com o último relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), quase 10% da população do Brasil sofre desse mal  um número 15% maior do que o observado em 2005. Fica nítido como o problema é substancial e requer a atenção de todos.

A melhor forma de proteger a própria saúde é acumulando informações valiosas. Ao entender os motivos que causam uma crise de ansiedade, você terá métodos altamente eficazes para se ver livre dela. Para ajudar nesse processo, fizemos este post. Confira!

Quais os sintomas de uma crise de ansiedade?

A crise de ansiedade é caracterizada por um momento de angústia que atinge uma pessoa, com uma grande sensação de insegurança e de pânico, e que em geral surge de maneira repentina e impactante. Em geral, trata-se de um episódio em que há um aumento na quantidade de adrenalina na corrente sanguínea.

Veja os principais sintomas de uma crise de ansiedade:

  • sensação de perseguição ou de que tudo dará errado;
  • tontura e dores de cabeça;
  • aceleramento dos batimentos cardíacos;
  • aumento da transpiração;
  • respiração rápida;
  • impressão de estar sufocando; e
  • tensão muscular no pescoço e ombros.

Como tratar uma crise de ansiedade?

Crises recorrentes de ansiedade podem causar transtornos consideráveis no dia a dia de uma pessoa. Portanto, é essencial que se inicie um processo de tratamento o quanto antes para eliminar suas origens e amenizar os seus efeitos sobre a saúde mental.

O tratamento da ansiedade deve ser conduzido com a ajuda de profissionais médicos e com o uso de medicamentos. A abordagem dependerá da intensidade do quadro e dos sintomas apresentados pelo paciente. Em geral, a psicoterapia é empregada acompanhada de antidepressivos ou ansiolíticos.

No entanto, isso não é tudo. Outras vias devem ser exploradas para complementar o tratamento, como a realização de exercícios físicos, meditação, yoga e demais atividades que tragam prazer e promovam relaxamento. Como bônus, essas são formas de ter uma qualidade de vida melhor, o que é benéfico para manter longe várias outras doenças.

Como se prevenir contra uma crise de ansiedade?

Ninguém está livre de ter uma crise de ansiedade ou de sofrer com o problema de forma crônica. No entanto, é possível adotar alguns hábitos para garantir que o risco seja menor. Basta se basear em alguns dos próprios métodos de tratamento da ansiedade.

Crie hábitos saudáveis no seu dia a dia, como caminhar, fazer exercícios físicos e se alimentar melhor. Pense nos seus hobbies e dê mais valor a eles, já que focar apenas em trabalho e problemas não é bom para ninguém.

Por fim, lembre-se da importância de se proteger contra pensamentos negativos. A forma como enxergamos a realidade pode ser decisiva para a felicidade e a infelicidade; então, nunca deixe de ter objetividade ao pensar nos acontecimentos ao seu redor e a tentar enxergar os fatos de forma mais positiva. 

Ao entender como uma crise de ansiedade age no corpo humano, torna-se mais fácil o processo de busca por uma cura. Lembre-se de que você não precisa viver com esse problema, já que ele tem solução. Coloque-se em primeiro lugar e busque uma qualidade de vida superior!

Gostou do conteúdo? Então assine a nossa newsletter e fique por dentro de mais informações altamente relevantes sobre saúde mental!

Dra Karine Cunha

Sobre

O blog Dra Karine Cunha oferece os melhores conteúdos dedicados à saúde mental.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-
Share This